Conteudo

CADASTRE SEU EMAIL E RECEBA
NOSSAS ATUALIZAÇÕES:

ENVIAR

Casa de Vacinas GSK Glaxo Smith Kline
VOLTAR

O Papel dos Pais no Acompanhamento da Vacinação dos Filhos



Ver um filho crescer saudável é o sonho de qualquer pai, não é mesmo? Afinal, queremos sempre o melhor para nossos filhos. Mas quando o assunto é a saúde dos pequenos e as formas de protegê-los contra doenças graves, muitas dúvidas ainda surgem.1

Para a Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm), manter a caderneta de vacinação das crianças em dia é a forma mais eficaz para o controle de diversas doenças com prevenção através da vacinação como sarampo e poliomielite.1

O Ministério da Saúde recomenda que todas as crianças sejam vacinadas conforme o calendário do Programa Nacional de Imunizações (PNI). As vacinas estão disponíveis gratuitamente nos postos de saúde pelo Sistema Único de Saúde (SUS).2,8

A vacinação é uma das formas mais seguras para evitar diversas doenças como meningite, sarampo, rubéola, caxumba, poliomielite, pneumonia, entre outras.3

A meningite meningocócica é uma infecção bacteriana das membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal, podendo causar sequelas e até mesmo levar a óbito.4,5 É causada pela bactéria Neisseria meningitidis que possui 12 sorogrupos identificados, sendo que cinco deles são os mais comuns (A, B, C, W e Y).4,5

Esta bactéria é transmitida de pessoa para pessoa, por meio de secreções respiratórias e da saliva durante contato próximo com o portador. A meningite meningocócica tem início repentino e evolução rápida, podendo levar a óbito em até 24h. Os sintomas iniciais dessa doença são inespecíficos, como febre alta, dor de cabeça e vômitos. Se não for rapidamente tratada, podem aparecer sintomas como rigidez de nuca, sensibilidade à luz e confusão mental.4,5 

A meningite meningocócica pode ser prevenida por meio da vacinação.4 O Programa Nacional de Imunizações (PNI) recomenda a vacinação contra o meningococo C para crianças menores de 5 anos de idade e adolescentes de 11 a 14 anos.8 Manter bons hábitos de higiene, evitar compartilhamento de utensílios como talheres e copos e evitar aglomerações podem ajudar na prevenção dessa doença também.6,7

Material destinado ao público em geral. Por favor, consulte o seu médico.

Referências:

1 - SOCIEDADE BRASILEIRA DE IMUNIZAÇÕES. Vacinação é ferramenta mais eficaz para controlar doenças, diz especialista, 2016. Disponível em: < https://familia.sbim.org.br/noticias/148-vacinacao-e-ferramenta-mais-eficaz-para-controlar-doencas-diz-especialista >. Acesso em: 03 out. 2018.
2 - BRASIL. Ministério da Saúde. Alerta: 312 cidades têm baixa cobertura vacinal da pólio. Disponível em: < http://portalms.saude.gov.br/noticias/agencia-saude/43797-ministerio-da-saude-alerta-para-baixas-coberturas-vacinais-para-polio >. Acesso em: 03 out. 2018.
3 - BRASIL. Ministério da Saúde. A vacinação ainda é a melhor forma de prevenir doenças. Disponível em: < http://www.blog.saude.gov.br/index.php/promocao-da-saude/52650-a-vacinacao-ainda-e-a-melhor-forma-de-prevenir-contra-doencas >. Acesso em: 03 out. 2018. 
4 - WORLD HEALTH ORGANIZATION. Meningococcal Meningitis. Disponível em: < www.who.int/en/news-room/fact-sheets/detail/meningococcal-meningitis > Acesso em: 03 out. 2018.
5 - SOCIEDADE BRASILEIRA DE IMUNIZAÇÕES. Doença meningocócica (DM). Disponível em: < https://familia.sbim.org.br/doencas/88-doenca-meningococica-dm >. Acesso em: 03 out. 2018. 
6 - CASTIÑEIRAS, T.M.P.P. et al. Doença meningocócica. In: CENTRO DE INFORMAÇÃO EM SAÚDE PARA VIAJANTES. Disponível em: < http://www.cives.ufrj.br/informacao/dm/dm-iv.html >. Acesso em: 03 out. 2018.
7 - SÃO PAULO. CENTRO DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA Prof. Alexandre Vranjac. O que você precisa saber sobre meningite. 2013. Disponível em: < ftp://ftp.cve.saude.sp.gov.br/doc_tec/ resp/MENI_SOBRE.pdf >. Acesso em: 03 out. 2018.
8 - BRASIL. Ministério da Saúde. Calendário nacional de vacinação 2018. Disponível em: < http://portalms.saude.gov.br/acoes-e-programas/vacinacao/calendario-vacinacao >. Acesso em: 03 out. 2018.

BR/VAC/0168/18 – OUTUBRO/2018.



Mitos e verdades sobre a meningite meningocócica 

A Meningite Meningocócica é uma infecção bacteriana grave que pode causar sequelas e até...