Conteudo

CADASTRE SEU EMAIL E RECEBA
NOSSAS ATUALIZAÇÕES:

ENVIAR

Casa de Vacinas GSK Glaxo Smith Kline
VOLTAR

Mitos e verdades sobre a meningite meningocócica



A Meningite Meningocócica é uma infecção bacteriana grave que pode causar sequelas e até mesmo levar a óbito.1 Por isso, é importante conhecer a doença e saber como se prevenir. Confira alguns mitos e verdades:

Qualquer pessoa, em qualquer faixa etária, pode contrair a meningite meningocócica. Verdade

A Meningite Meningocócica pode acometer indivíduos em qualquer faixa etária, principalmente bebês, crianças pré-escolares e pessoas jovens.1,3

Meningite meningocócica é transmitida de pessoa para pessoa através de secreções respiratórias. Verdade

O meningococo, bactéria que causa a doença, pode ser transmitido de uma pessoa para outra por meio de contato direto com gotículas respiratórias através de

tosse, espirro, beijo, beber no mesmo copo e comer com talheres de outra pessoa.1,6

Após a exposição à bactéria (meningococo), as manifestações clínicas da doença demoram para se desenvolver. Mito

A doença tem um início repentino e evolução rápida, podendo levar a óbito entre 24 e 48 horas.² O período médio de incubação da infecção pelo meningococo é de 4 dias, podendo variar de 2 a 10 dias.1

 

Os primeiros sintomas da doença são coceira e diarreia. Mito

Os sinais e sintomas da meningite meningocócica incluem febre, irritabilidade, dor de cabeça, perda de apetite, náusea e vômito.2,4  Na sequência, o paciente pode apresentar manchas arroxeadas na pele, rigidez na nuca e sensibilidade à luz.2,4 Se o paciente não for tratado rapidamente, o quadro clínico pode evoluir para confusão mental, convulsão, sepse e choque, falência múltipla de órgãos e risco de óbito.2,4

 

A meningite meningocócica pode deixar sequelas ou levar a óbito. Verdade

Cerca de 10% a 20% dos indivíduos acometidos sofrem com danos cerebrais, perda auditiva ou dificuldade de aprendizado.1 A doença pode ainda ser fatal. Estima-se a ocorrência de pelo menos 500 mil casos de doença meningocócica por ano no mundo, com cerca de 50 mil óbitos.2   

 

Uma das formas de prevenção é a vacinação. Verdade

A vacinação é considerada uma forma eficaz na prevenção da doença5. Outras formas de prevenção são evitar aglomerações e manter os ambientes ventilados e limpos.5

 

BR/VAC/0128/18 – JUL/18

Material dirigido ao público em geral. Por favor, consulte seu médico.

Referências:

1 - WORLD HEALTH ORGANIZATION. Meningococcal Meningitis. Disponível em: <http://www.who.int/news-room/fact-sheets/detail/meningococcal-meningitis>. Acesso em: 18 jul. 2018.

2 - CASTIÑEIRAS, TMPP. et al. Doença meningocócica. In: CENTRO DE INFORMAÇÃO EM SAÚDE PARA VIAJANTES. Disponível em: <http://www.cives.ufrj.br/informacao/dm/dm-iv.html>. Acesso em 18 jul. 2018.

3 - Pesquisa realizada na base de dados DATASUS, utilizando os limites “UF de NOTIFICAÇÃO” para Linha, “FAIXA ETÁRIA” para Coluna, “CASOS CONFIRMADOS” para Conteúdo, “2017” para Períodos Disponíveis, “MM”, “MCC” e “MM+MCC” para Etiologia, e “TODAS AS CATEGORIAS” para os demais itens. Disponível em: <http://tabnet.datasus.gov.br/cgi/tabcgi.exe?sinannet/cnv/meninbr.def>. Acesso em: 18 jul. 2018.

4 - THOMPSON, M.J. et al. Clinical recognition of meningococcal disease in children and adolescents. Lancet, 367: 397-403, 2006.

5 - BRASIL. Ministério da Saúde. Meningites (Saúde de A a Z). Disponível em: <http://portalms.saude.gov.br/saude-de-a-z/meningites>. Acesso em: 18 jul. 2018

6 - SÃO PAULO. CENTRO DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA Prof. Alexandre Vranjac. O que você precisa saber sobre meningite. 2013. Disponível em: <ftp://ftp.cve.saude.sp.gov.br/doc_tec/resp/MENI_SOBRE.pdf>. Acesso em: 18 jul. 2018.



O Papel dos Pais no Acompanhamento da...

Ver um filho crescer saudável é o sonho de qualquer pai, não é mesmo? Afinal, queremos sempre o...