Conteudo

CADASTRE SEU EMAIL E RECEBA
NOSSAS ATUALIZAÇÕES:

ENVIAR

Casa de Vacinas GSK Glaxo Smith Kline
VOLTAR

Coqueluche


O que é a Coqueluche?
A coqueluche (também conhecida como pertussis) é uma doença bacteriana altamente contagiosa que pode ser muito grave, especialmente em bebês. 1 É uma infecção respiratória caracterizada por tosse repetida, dificuldade respiratória e um som de “guincho” associado ao esforço de inalação. 1,2

Por que o recém-nascido é vulnerável?
Recém-nascidos e lactentes menores de 6 meses de idade estão em maior risco de complicações sérias, pois eles ainda não completaram o esquema vacinal primário contra a coqueluche e também não possuem defesa natural desenvolvida, deixando-os mais vulneráveis à coqueluche. 1,4-7

Como o bebê pode pegar a Coqueluche?
A coqueluche é transmitida através do contato direto com a pessoa infectada ou por gotículas eliminadas pelo doente ao tossir, espirrar ou falar. 1,2

Quem pode transmitir a Coqueluche para o bebê?
Muitos recém-nascidos podem contrair a coqueluche de irmãos ou irmãs mais velhos, pais(especialmente mães), outros membros da família ou cuidadores que podem não saber que têm a doença. 2,5 Os familiares são a principal fonte de infecção em crianças menores de 6 meses, sendo a mãe a principal transmissora, responsável pela transmissão de 39% dos casos, pais por 16% dos casos, e os irmãos por 16-43% dos casos. 8

O que pode acontecer com o bebê se ele contrair Coqueluche?
A coqueluche pode causar complicações sérias e por vezes fatais em bebês e recém-nascidos. 3 Os acessos de tosse podem durar várias semanas ou meses. 1 Bebês e recém-nascidos podem sentir-se angustiados e ficarem azulados (cianose) devido à dificuldade em respirar. 1,4 Em bebês muito novos a tosse pode não ser particularmente perceptível, mas podem haver breves períodos em que eles param de respirar. 4 Cerca de metade dos bebês com menos de um ano de idade, que contraem coqueluche, podem precisar de cuidados hospitalares. 3

O que pode ser feito para evitar que o bebê pegue Coqueluche?
A vacinação da gestante com dTpa é considerada prioritária pela Organização Mundial de Saúde (OMS) por beneficiar a mãe e o bebê, pois pois além de proteger a mãe também pode ajudar a proteger o bebê através da transferência de anticorpos que acontece durante a gravidez. 9,10 O Ministério da Saúde, a Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm) e a Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (FEBRASGO) recomendam três vacinas de rotina às gestantes: influenza, difteria-tétano-coqueluche acelular (dTpa) e hepatite b, todas disponíveis no sistema público. 7,11,12 Lembrando que além da vacinação, manter bons hábitos de higiene também é fundamental para a prevenção da coqueluche. 13

Quando a gestante deve tomar a vacina?
Programa Nacional de Imunização (PNI), a FEBRASGO e a SBIm recomendam a vacinação de dTpa a partir da 20ª semana de gestação, a cada gestação. 7,11,12

Material dirigido ao público em geral. Por favor, consulte o seu médico. NP-BR-BOO-WCNT-190001 – JULHO/2019